UFLA promove encontro nacional sobre Saúde Única
Inicio: 26/01/2018 às 17h00
Término: 27/01/2018 às 20h00
Universidade Federal de Lavras, Lavras - MG, Brasil

Segundo a Organização Mundial da Saúde Animal (OIE, Paris/França), 60% das doenças infecciosa humanas são zoonoses, 75% dos agentes de doenças infecciosas no homem são de origem animal, cinco doenças novas no homem surgem por ano, sendo três de origem animal, e 80% dos agentes causadores de doenças que podem ser utilizados como armas biológicas são zoonóticos.

De acordo com o secretário-geral do Conselho Federal de Medicina Veterinária (CFMV, Brasília/DF), Nivaldo da Silva, Saúde Única não é conceito novo entre os profissionais da Medicina Veterinária brasileira, sendo praticado por todos aqueles que, de uma forma ou outra, estão envolvidos com os programas de controle e erradicação dessas enfermidades. “O controle dessas doenças sob uma ótica integrada entre a saúde humana, animal e ambiental é um dos objetos da Saúde Única”, afirma.

A necessidade de ações que possam pôr sua afirmação em evidência e o alerta às autoridades sanitárias do País sobre o valor da Saúde Única fez com que o médico-veterinário aceitasse o convite para participar, como moderador, do I Encontro Nacional sobre Saúde Única, evento organizado e sediado pela  que acontecerá nos dias 26 e 27 de janeiro.

O I Encontro será aberto à comunidade de profissionais de saúde humana, animal e ambiental, além da acadêmica e científica em geral. Os temas serão: qualidade sanitária dos alimentos de origem animal e resistência a antimicrobianos, Saúde Única, zoonoses de importância em saúde pública e desafios para o estudo de doenças transmissíveis. Confira a programação completa, clique aqui.

Nivaldo da Silva será responsável por conduzir o painel “Qualidade sanitária dos alimentos de origem animal e resistência a antimicrobianos”. “O assunto é relevante sob o ponto de vista da Saúde Pública e, logicamente, enquadra-se perfeitamente no conceito de Saúde Única. São centenas de zoonoses transmitidas pelos animais e seus produtos”, relata.

O secretário-geral explica que os agentes microbianos causadores dessas doenças em animais e humanos são os mesmos e as ferramentas utilizadas para o seu controle e/ou tratamento também o são. “O uso indiscriminado de antimicrobianos em doenças infecciosas dos animais domésticos é, reconhecidamente, uma das principais causas de resistência entre os diferentes agentes”, alerta.

Para a professora Christiane Maria Barcellos Magalhães da Rocha, coordenadora do evento e do Programa de Pós-graduação em Ciências Veterinárias da UFLA, a expectativa é que a comunidade compareça e enriqueça as discussões. “O formato do Encontro em mesas redondas favorecerá o debate e a qualidade dos palestrantes, além do rol de assuntos, é bastante importante, abordando os principais aspectos considerados prioritários na agenda “one health” pela OIE”, divulga.

Estão confirmadas as presenças de pesquisadores, autoridades, palestrantes e profissionais, como representantes da UFLA, Universidade de Brasília (UnB, Brasília/DF), Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG, Belo Horizonte/MG), Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA, Brasília/DF), Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), Ministério, Secretarias de Saúde (Brasília/DF), CFMV (Brasília/DF), além de alguns nomes internacionais.

As inscrições estão abertas, clique aqui e saiba mais.

Fonte: CFMV, adaptado pela equipe Cães&Gatos VET FOOD.



Localização




Rua Paulo Antônio do Nascimento, 145
3º andar - Edifício Planeta Master Office - Sorocaba/SP
15 3219 2540
ciasulli@ciasullieditores.com.br
Acompanhe a Revista Cães&Gatos
VET FOOD nas redes sociais
© 2019 | Todos os direitos reservados.